Vice-prefeito de Patrocínio defende uma maior independência da Câmara Municipal em 2019

Vice-prefeito de Patrocínio defende uma maior independência da Câmara Municipal em 2019
Texto:

Postado em: 17/01/2019

Em entrevista ao repórter Jânio Lucco, o vice-prefeito de Patrocínio Gustavo Brasileiro comentou sobre o retorno aos trabalhos em 2019, as mudanças políticas no cenário estadual e federal, a volta da Zona Azul e sobre como espera a atuação da Câmara Municipal neste ano.

 

Módulo FM: Gustavo quais são suas perspectivas para 2019 na esfera política?

 

Gustavo Brasileiro: Nós temos uma expectativa muito grande de dar continuidade ao nosso trabalho político, sabemos da responsabilidade como vice-prefeito, temos agora um novo governo federal e estadual, e a perspectiva é de fazer um trabalho em conjunto com o governador Zema e o presidente Bolsonaro.

 

Temos agora uma deputada federal, a Greyce Elias, e vamos desenvolver um trabalho juntamente com ela para trazer aquilo que for de melhor para Patrocínio.

 

Módulo FM: Você ainda sente dificuldade de fazer um trabalho junto a administração municipal?

 

Gustavo Brasileiro: Quanto a questão da administração municipal, sabemos das  limitações que temos como vice-prefeito, porque ele atua com o chamado do prefeito, e na medida em que ele não dá nenhuma oportunidade para que possamos desenvolver as nossas atividades, fica muito difícil.

 

Mas nada nos impede que possamos fazer um trabalho de fiscalização, e vamos fazer neste ano um trabalho maior de fiscalização e de liberação de verbas.

 

Módulo FM: Mas você não continua atendendo na prefeitura no momento, devido as dificuldades enfrentadas?

 

Gustavo Brasileiro: O que eu posso dizer que continuo atendendo a população, então qualquer pessoa do nosso município, ou que venha a Patrocínio, e precisar do atendimento do vice-prefeito, eu estou a disposição e tenho feito; acho que a minha responsabilidade como vice-prefeito e com o patrocinense, é atender as pessoas que precisam, e isso eu tenho feito a cada dia.

 

Módulo FM: O que você espera da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Patrocínio?

 

Gustavo Brasileiro: Eu acredito que nós precisamos criar uma moralização maior, é preciso ter uma independência, nós não podemos ter uma mesa diretora onde o presidente agradece o chefe do executivo, vereador não precisa agradecer prefeito por ser eleito presidente de câmara, eu acho que existe a independência dos poderes.

 

O vereador tem a função principal de fiscalizar e legislar, ele não tem a função de ajudar prefeito, acho que tem de haver a independência.

 

A expectativa que eu tenho é que principalmente os vereadores da base possam exercer suas funções de vereador, e não sejam auxiliares do prefeito, e que os da oposição continuem exercendo a função de fiscalização como vereadores.

 

Módulo FM: Como você vê esse retorno da Zona Azul para a cidade?

 

Gustavo Brasileiro: Acho que se for bem administrada irá trazer bons frutos, não pode é se transformar numa fábrica de multas, estamos cansados de pagar tantos encargos, tributos e impostos.

 

Temos que trazer soluções e se essa nova empresa vier para trazê-las e possibilitar aquele que vai ao comércio, e ao comerciante, ter espaço de estacionamento ótimo, muito bom, mas, se essa nova empresa vier para arrecadação e gerar lucro como foi no passado, vai trazer um prejuízo para o município.

 

Lucas Avila/Jânio Lucco-Módulo FM

Grupo Módulo Notícias no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo