Policiais civis protestam contra reforma da previdência de Minas

Policiais civis protestam contra reforma da previdência de Minas
Texto:

Postado em: 14/07/2020

Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais protestaram contra a proposta de reforma da previdência estadual na manhã desta terça-feira (14). Os atos foram organizados em diversas cidades. O projeto de reforma, a PEC55/2020, tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e deve ser votado em agosto.

Segundo o delegado Renato Mendonça Cardoso, o governador Romeu Zema usa a situação de pandemia para justificar o projeto, que pode afetar direitos já adquiridos pelos profissionais e aumentar a alíquota de contribuição previdenciária. “A nossa discussão é exatamente essa, vamos debater o projeto, mas que não seja dessa forma. O servidor vai ficar dez, quinze anos sem ter um reajuste no aumento” explica o delegado.

Se aprovada, a reforma valerá para todos os funcionários do Poder Executivo. O texto prevê ainda idade mínima para aposentadoria de 62 anos para as mulheres e de 65 para os homens, desde que atendidos os tempos de contribuição, que são de 30 anos para mulheres e 35 para homens.

O delegado Renato Mendonça diz que o protesto desta terça não paralisou as atividades da polícia, que seguem normalmente e presencialmente durante a pandemia. Ele espera que os servidores da segurança pública sejam retirados do projeto, e pede atenção do governador para o trabalho desempenhado pelos policiais no estado.

14-07-2020 Protesto Policia 2

14-07-2020 Protesto Policia 1

 

Juliano Resende/Daniel Henrique-Módulo FM

Grupo Módulo Notícias no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo