Duplicação da BR-365 com via paralela para romeiros é pedida pelo Ministério Público Federal em Uberlândia

Duplicação da BR-365 com via paralela para romeiros é pedida pelo Ministério Público Federal em Uberlândia
Texto:

Postado em: 01/04/2019

O Ministério Público Federal (MPF) na cidade de  Uberlândia ajuizou uma ação civil pública para obrigar a União e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) a incluir no projeto de duplicação da BR-365, uma pista paralela para pedestres, sendo destinada especialmente aos romeiros que percorrem a pé trechos da rodovia até a cidade de Romaria, onde é celebrada a famosa festa em louvor a Nossa Senhora da Abadia, comemorada no dia 15 de agosto.

 

A Festa de Nossa Senhora da Abadia chegará aos 150 anos em 2020 e atrai anualmente cerca de meio milhão de pessoas. O evento tem  uma grande relevância histórica, cultural e religiosa para a região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, tendo sido reconhecida, por meio da Lei Estadual 22.898, de 11/01/2018, como patrimônio imaterial de Minas Gerais.

 

Durante a época da festa, a BR-365 é tomada por milhares de romeiros que caminham dia e noite pelas faixas de acostamento da rodovia, que ainda tem pista simples. O grande número de pedestres e o intenso fluxo de veículos, além de causar transtornos aos motoristas, coloca em risco a segurança dos que ali caminham rumo a cidade de Romaria.

 

Justificativa do MPF


Em nota divulgada para a imprensa, o MPF comentou sobre o pedido da via para os romeiros: “Além de proteger a vida, a integridade física e a segurança viária dos peregrinos e usuários da rodovia, a construção da ‘romeirovia’ está alinhada com o dever do Poder Público de preservar e promover a liberdade religiosa e o patrimônio cultural”.

 

Lucas Avila/Juliano Resende-Módulo FM 

Grupo Módulo Notícias no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo